Curiosamente no Japão… 2

As notas fiscais são grampeadas no passaporte!

curiosamente-no-japão

No Japão, todos os produtos são taxados em 8%. A maioria das lojas oferece tax free para estrangeiros. Então, uma coisa que você DEVE fazer é andar com o seu passaporte a tiracolo.

Sei que muita gente prefere deixa-lo no cofre do hotel com medo de acontecer alguma coisa e complicar a viagem. Mas no Japão seu passaporte será de suma importância. A não ser que você não queira comprar nada. O que eu admiro muito. Mas duvido.

Dois pontos são importantes aqui. Primeiro: não tem cofre nos quartos dos hotéis. Pelo menos nenhum em que eu fiquei tinha. Maior trampo ter que pedir pra usar o cofre do hotel que fica na recepção. Pensa bem! Segundo que o país é super seguro e não acredito que alguém tentará furtar suas coisas. O único cuidado que você deve ter é manter seus pertences sempre com você e não esquecer em lugar nenhum. Um adendo: eu acredito que mesmo que você perca alguma coisa, você ainda consegue recupera-la. Lá no Japão o esquema de achados e perdidos é fora do comum. E honestidade não é atributo de poucos. Mesmo assim eu não pagaria pra ver, ok?!

Pois bem, voltando ao assunto principal desse post. Algumas lojas já mostram o valor total da mercadoria, com a taxa incluída, na etiqueta. Outras acrescentam os 8% no caixa. De um jeito ou de outro, é só apresentar o passaporte pra ter direito ao desconto. Pergunte sempre o valor necessário para que seja concedida a isenção da taxa. Os valores costumam sofrer uma leve variação de loja pra loja. Acho que giram em torno de 5.000 a 5.400 ienes. Mas é sempre bom confirmar! Às vezes, basta acrescentar uma meia ou um chaveiro na sua sacola para pagar 8% a menos no valor final. Compensa, vai!

Eis, então, que seu passaporte vai ficando lotado de notas e cupons fiscais grampeados. Eles vão metendo o grampeador sem medo de ser feliz. É estranho no começo, mas eles fazem isso numa boa. E depois você até curte a ideia de ter o passaporte “gordo”, cheio de papel escrito em japonês.

 

Todas essas notas fiscais são retiradas no aeroporto, num local específico, antes de passar pela imigração. Não se preocupe que algum oficial vai ver seu passaporte lotado de papel grampeado e vai te indicar o local onde você deve se dirigir para a retirada dos mesmos. Eles fazem isso na maior boa vontade. No aeroporto de Narita, só tinha uma funcionária fazendo isso. Meticulosamente. Ela usava um extrator para tirar cada grampo e, na sequência, passava a unha sobre o local onde estava o grampo para não ficar nenhuma marquinha. Com muita paciência, cuidado e atenção. Magnífico!

Um detalhe importante: algumas lojas deram a orientação de que os produtos deveriam ser guardados separadamente pois poderia ser necessário mostra-los na imigração. Acontece que eu já tinha usado muita coisa lá mesmo. E muita coisa nova era pra presente. Então foi tudo despachado nas malas. Na mão, foi só uma mochila. E não cabia nada! No final das contas, deu tudo certo e ninguém perguntou pelos produtos comprados. Mas queria saber como funciona de verdade esse lance. Se alguém souber ou tiver passado por alguma situação desse tipo, conta pra gente aqui nos comentários, por favor!

Agradecido!

6 comentários sobre “Curiosamente no Japão… 2

  1. É realmente estranho grampear seu passaporte, parece que você o está estragando. Também recomendaria a todos os estrangeiros andar com passaporte sempre, pois guardas na rua podem parar para vê-lo e se vc não tiver com ele, é um problemão…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s